bicicletada, bicicletada curitiba, cartazes, cicloativismo, critical mass

III Encontro das Bicicletadas em Curitiba

Ae galera, tenho frequentado pouco as Bicicletadas, mas tou sempre pedalando e defendendo o uso da bike. Também faz tempo que não coloco novas postagens por aqui, mas dessa vez não tem como não deixar de ao menos divulgar a próxima Bicicletada, que reunirá a galera de Curitiba com a de São Paulo, virão inclusive o André Pasqualine e a Renata Falzoni, entre outros ilustres cicloativistas. Pessoal, vamos divulgar ao máximo, convidem os amigos, parentes, colegas, para participar desse encontro. Vai ser agora dia 31 de julho, sábado no mesmo local de encontro (Reitoria UFPR) às 10hs, procurem chegar antes para interagir legal com todos os participantes. Positive vibrations. Paz, amor e bicicleta. Namastê.

Por uma cidade mais humana e menos poluída.

Anúncios
ativismo, bicicletada, bicicletada curitiba, critical mass, mobilidade urbana

Grupos divulgam uso da ‘magrela’

Matéria publicada na Folha de Londrina em 11/12, junto com esta outra (Projetos incentivam uso da bicicleta http://www.bonde.com.br/folha/folhad.php?id=5489&dt=20081211), sobre alguns projetos obscuros da Câmara dos Vereadores. Achei que viria com mais erros.

Grupos divulgam uso da ‘magrela’ http://www.bonde.com.br/folha/folhad.php?id=5445&dt=20081211

Curitiba – Vários grupos em Curitiba têm organizado eventos para incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte. Eles contam com a ajuda de ambientalistas que vêem no modelo uma oportunidade para a redução da emissão de gás carbônico produzido pelos automóveis. Aos poucos, esses movimentos também servem de pressão para que os agentes políticos prestem mais atenção ao assunto.

Um desses movimentos é a “Bicicletada”, inspirado no movimento internacional Massa Crítica. O professor universitário Leandro Kruscielski, participante da Bicicletada, explica que esse é um movimento sem líderes, denominado “coincidência organizada”. O objetivo dos participantes, em média 100 por encontro, é que a bicicleta ocupe seu espaço de direito nas vias. Outro aspecto que o movimento procura enfatizar é o uso dos espaços públicos como um local de convivência e de respeito entre os cidadãos. “A gente pedala juntos e procura compartilhar o tráfego não ocupando todo o espaço da rua”, disse.

De acordo com o participante da bicicletada, o evento é uma espécie de celebração que pretende a conscientização da população e educação no trânsito. Ele afirma que os projetos em discussão na Câmara são vistos com bons olhos pelos ciclistas do movimento, mas devem vir acompanhados de outras ações. A principal crítica que faz ao sistema de ciclovias da cidade é a chamada “ciclovia compartilhada”. “Na verdade é uma calçada que a Prefeitura chama de ciclovia. Isso não dá certo porque o ciclista não consegue desenvolver uma boa velocidade sem colocar em risco os pedestres e precisa esperar em cada cruzamento para atravessar as ruas”, afirmou.

O modelo defendido é o de ciclofaixa, ou seja, uma faixa de trânsito pintada na própria rua, que seria um espaço preferencial para o ciclista. “Dessa forma fica visível ao motorista que aquele espaço também é do ciclista e que ele precisa ser respeitado”, diz.

Para Luiz Patrício, membro do Grupo Transporte Humano, uma organização que está se constituindo formalmente e tem como objetivo principal promover a mobilidade sustentável em Curitiba, tanto os estacionamentos para bicicletas quanto o projeto de aluguel dos equipamentos são extremamente interessantes mas não podem vir sozinhos. Para ele, segurança e integração com outros modais como o sistema de transporte coletivo é essencial. “Se não houver segurança para o ciclista, o projeto está fadado ao fracasso”, completou. (K.L.M.)

In Amsterdam.
In Amsterdam.

Postado originalmente no fórum da Bicicletada Curitiba,por Leandro Kruscielski.

ativismo, cicloativismo, critical mass, vídeos

NY afasta policial após vídeo de agressão no YouTube

da Folha Online

Um policial de Nova York foi afastado temporariamente da corporação depois que um vídeo publicado no YouTube o mostrou empurrando fortemente um ciclista durante passeios de bicicletas na cidade, na última sexta-feira (25). O ato foi registrado por um turista, postado no site no domingo (27) e teve ao menos 398 mil acessos.

O filme mostra dois ciclistas participando da Critical Mass Ride, na Times Square, quando um deles, identificado como Christopher Long, 29, parece querer desviar de um guarda, mas é empurrado violentamente e cai sobre a calçada.

Segundo o jornal “The New York Times”, o policial Patrick Pogan afirma que ciclista estava indo em sua direção, mas o vídeo não mostra isso.

Por causa da ação, Pogan está sob investigação interna na polícia e pode ser expulso. Já o ciclista foi preso sob acusação de bloquear o trânsito, resistência à prisão e conduta irregular.

A Critical Mass é uma passeio de bicicletas realizado na última sexta-feira de cada mês em várias cidades do mundo. O evento, que começou em San Francisco em 1992, tem o objetivo de protestar contra o uso excessivo de automóveis.

A corrida tem sido motivo de tensão com a polícia desde 2004, após a convenção do Partido Republicano, quando cerca de 250 participantes foram presos sob acusação de não ter permissão para realizar o evento.

Fonte do artigo: http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u427480.shtml