artigos, bicicleta, mobilidade urbana

Enfim, uma boa notícia.

Alceni, não esqueça minha caloi 🙂

Tecnologia, criatividade e orientação
serão usadas para melhorar o trânsito

Publicado em: 22/05/2009 16:40

 O prefeito Beto Richa determinou às equipes de infraestrutura urbana da Prefeitura um pacote de medidas para a melhoria do trânsito da cidade, que começarão a ser vistas e sentidas pelos curitibanos já nas próximas semanas. Serão mudanças em regras de circulação, novas áreas de Estacionamento Regulamentado (EstaR), correções no traçado de algumas ruas e a criação de faixas exclusivas para ônibus em pontos-chave da região central da cidade, além da implantação de novos binários.

O calendário de ações está sendo concluído pelas equipes técnicas. Entre as primeiras mudanças estarão as proibições de estacionamento na9s vias rápidas nos horários de maior movimento, e a proibição definitiva em algumas ruas onde já existe restrição de horário para estacionar. Nas avenidas que acompanham canaletas, os motoristas também perceberão novas proibições de conversões à esquerda, que geravam conflito de tráfego e risco de acidentes com ônibus.

O secretário municipal de Planejamento, Alceni Guerra, explica que o pacote de soluções de trânsito está dividido em cinco eixos: educação e informação, tecnologia de trânsito, infraestrutura de circulação, novos binários e incentivo aos meios alternativos de transporte na região central.

Para disseminar educação e informação de trânsito, a Prefeitura vai fazer novas campanhas e buscar parcerias com escolas, empresas, igrejas e todas as instituições que possam colaborar. “Mobilidade urbana é um problema de todos, por isso deve ser uma responsabilidade compartilhada”, afirma. Serão usados os meios de comunicação tradicionais, por exemplo as propagandas em televisão, mas também serão buscadas novas formas de levar as mensagens educativas ao cidadão. “Em Bogotá, na Colômbia, por exemplo, foram usados mímicos nas ruas para mostrar atitudes negativas e positivas no trânsito, e foi um grande sucesso. Vamos usar a criatividade como aliada da mobilidade”, afirma.

No eixo da tecnologia de trânsito, o esforço será concentrado na melhoria do sistema de semáforos, com o uso de equipamentos inteligentes, alimentado por informações em tempo real, sistemas de câmeras, e painéis eletrônicos com informações instantâneas para os motoristas sobre bloqueios, pontos de lentidão e caminhos alternativos.

Na infraestrutura de circulação, a Prefeitura fará obras de melhorias de sinalização horizontal (faixas) e vertical (placas). Correções geométricas vão resolver os problemas das pistas que estreitam ou alargam de uma quadra para outra, gerando conflitos de tráfego. Com as proibições de estacionamento em algumas ruas também será possível aumentar o número de faixas de rodagem, melhorando a capacidade de circulação.

Na região central, a Prefeitura de Curitiba vai desestimular o uso do automóvel e incentivar os meios alternativos. Em algumas ruas, o transporte com bicicletas terá prioridade sobre os veículos. Melhorias na rede de calçadas vão motivar as pessoas a fazer a pé os deslocamentos menores .O desenvolvimento destas medidas está sendo feito pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc).

A criação de novos binários é um dos pontos mais importantes do pacote. Serão construídos 12 binários até 2010, com ajustes e mudanças de tráfego nas ruas de ligação entre bairros, bem como o Centro e os bairros com maior volume de tráfego. Os binários deixam o trânsito mais ágil e seguro porque são formados por duas ruas paralelas, de mão-única, com sentidos opostos.

“A lista de medidas, especialmente as de longo prazo, não é fixa. Estaremos atentos a novas necessidades e faremos adaptações. O importante é ter uma ação efetiva diante do problema real do aumento da frota da cidade, que ganha 200 carros novos por dia, tornando o trânsito um de nossos maiores desafios”, afirma o secretário de Planejamento.  

 

MUDANÇAS  

 

Resumo das principais soluções de trânsito planejadas pela Prefeitura de Curitiba.  

 

Binários:

Proibição de Estacionamento 

 Nilo Peçanha com Albino Silva (Bom Retiro)

Rua Leôncio Corrêa com Herculano Carlos Franco de Souza (água Verde)

Av. Nossa Senhora Aparecida com rua José Naves da Cunha (Seminário)

Av. Manoel Ribas, em dois trechos: com rua Júlia Wanderley (Bigorrilho) e com rua Teixeira de Freitas (São Francisco)

Rua Alcino Guanabara com Júlio César Ribeiro (Hauer)

Rua Nivaldo Braga com Olga Balster (Capão d aImbuia)

Rua Belo Horizonte com Lindolfo Pessoa (Batel)

Rua Júlia da Costa com Princesa Isabel (Batel)

Rua Jerônimo Durski com Gastão Câmara (Bigorrilho)

Rua Costa Carvalho com Euclides da Cunha (Batel)

Rua Padre Germano Mayer com Camões (Hugo Lange)

Rua Amazonas com Avenida dos Estados (Água Verde)

De segunda a sexta das 7h às 20h, sábados das 7 às 14h: vias rápidas e avenida Silva Jardim

Em definitivo: ruas Desembargador Motta, Carneiro Lobo, Carlos de Carvalho, Vicente Machado, Bento Viana, Ângelo Sampaio, Visconde de Guarapuava

 Instalação de EstaR 

Rua Vicente Machado (novos trechos)

Av. João Gualberto (Alto da Glória)

Transversais das avenidas Marechal Floriano, República Argentina e Padre Anchieta 

Faixas exclusivas para ônibus

Nas ruas Barão do Serro Azul, Desemb. Westphalen, Alferes Poli, avenidas Iguaçu e Água Verde.

—————————————————————————————-

 

(C) Prefeitura Municipal de Curitiba – http://www.curitiba.pr.gov.br

Notícia impressa em: 25/05/2009 11:44

 

 Artigo publicado originalmente em: http://www.curitiba.pr.gov.br/Noticia.aspx?n=16402

mobilidade urbana, notícias, trânsito

Gazeta do Povo – E o homem recria a metrópole

ele enfrenta o trânsito caótico do Prado Velho sobre duas rodas – com mochila nas costas – sem deixar de ser doutor.
Dr. Fábio de bike – o arquiteto e urbanista Fábio Duarte, coordenador do mestrado de Gestão Urbana da PUCPR, é um símbolo da Curitiba descontente com a “são-paulização” da cidade. Faz pesquisas sobre poluição provocada por carros, gerou grupos de discussão universitária e mostra que é possível dar uma reviravolta na cidade: ele enfrenta o trânsito caótico do Prado Velho sobre duas rodas – com mochila nas costas – sem deixar de ser doutor.

“Quando a série Retratos de Curitiba já estava chegando ao fim, soube-se que o supergraduado arquiteto Fábio Duarte, da PUCPR enfrenta o trânsito de Curitiba de bicicleta. Verdade seja dita: Fábio é uma raridade. Difícil encontrar as classes médias nos ônibus e nas ruas, empenhando seu quinhão para melhorar a cidade. Particularmente no trânsito – com folga o tema mais explosivo da campanha municipal de 2008.

Tomara em 2012, o arquiteto não esteja sozinho nas ruas. É isso ou 1,5 milhão de carros.

Trecho da matéria “E o homem recria a metrópole”, publicada na Gazeta do Povo em 05/10/2008 por Rosana Félix e José Carlos Fernandes, leia a matéria completa aqui.

bicicletada, bicicletada curitiba, Meus Textos

Diário de bicicleta

Querido diário… querido não porque isso é coisa de boiola… rs.

Sábado fez um dia lindo, um sol realmente maravilhoso, e não tive outra escolha, peguei minha magrela e saí a pedalar pelas redondezas da city e conhecê-la mais de perto. Resolvi ir até a pastelaria Juvevê, na Av. João Gualberto, comer um daqueles deliciosos pastéis, porém chegando lá, acabei mudando de idéia e comi um kibe cru, acompanhado de uma geladíssima Serra Malte. Assisti um pouco das olimpíadas, e logo em seguida, fui dar uma voltas ali por perto, nos bairros Juvevê/Cabral, e observar as belas ruas tranquilas e arborizadas da região.

Depois de algumas voltas, resolvi parar numa pracinha no Cabral e dar uma descansada.

Após o descanso, continuei a pedalar, fui até o Bosque de Jesus para meditar um pouco, e tomar uma água fresca.

Bosque de Jesus
Bosque de Jesus

Após relaxar a mente, fui para casa  trocar de roupa , e em seguida parti novamente, desta vez fui até o alto da rua Nilo Peçanha, o destino desta vez, era um bar chamado Menina da Colina, que aliás, muito bacana por sinal, não me arrependi de ter ido. Tomei algumas beras por lá, conversei com um pessoal bacana que encontrei, e em seguida saí novamente.

Menina da Colina.
Menina da Colina.
Fabico e sua girlfriend.

Saindo do Menina da Colina, fui na casa de um amigo bater um papo, chegando lá, vi que tava rolando uma reuniãozinha básica, e acabei ficando mais um pouco por lá também.

Após tudo isso, finalmente voltei pra casa, chegando na sweet home, olhei no velocímetro da bike, 40 Km percorridos… nada mal para um sábado.

That’s all folks!!

Uncategorized

O sonho dos bikers…

O Bicycle Boulevard Network em Berkeley, Califórnia, é uma rede de sete corredores que cruzam a cidade nos sentidos norte-sul e leste-oeste, passando por escolas, bibliotecas, agências de correios e pontos comerciais. A prioridade para as magrelas nessas ruas, algumas com faixas exclusivas para bikes, é sinalizada com adesivos no asfalto e totens a cada esquina. A rede possui ruas com obstáculos, como retângulos de cimento, que impedem a passagem dos carros, além de mini-rotatórias e árvores no meio da via, para diminuir a velocidade dos veículos. Em certos trechos, existe até um sensor no solo que identifica a presença da bicicleta e fecha o sinal para os automóveis. Só acredita vendo? Então, assista a este vídeo, indicado pelo cicloativista carioca José Lobo, da ONG Transporte Ativo.

Fonte:http://vidasimples.abril.com.br/blogs/redacao/