ativismo, bicicleta, bicicletada curitiba, cicloativismo, mobilidade urbana, passeios

Bicicletada da Paz – dia 14.06.2009, das 09h00 às 12h00

pedalada

Celebração da Chama da Paz em Curitiba

Dia 14.06.09 – das 09h00 às 12h00
Evento gratuito e aberto ao público
Começa com a “Bicicletada da Paz”
Saída do Govardhana Yogashala às 09h00
Rua Augusto Stresser, 207 Alto da Glória até a AYPAR Assossiação de Yoga do Paraná
Rua João Skalki, 61 Jardim Botânico

Atividades:
Teatro com contação de estórias, o Ovo Mágico, atividades para pais e filhos, boneca e mosaico, dança circular e indiana, música, meditação ativa e muito mais…

Participe, convide seus amigos, vizinhos, colegas de trabalho e traga sua família.
Vista roupa branca e traga tambores e chocalhos, instrumentos musicais, sua arte, seu bom humor e sua paz.

MANIFESTE SUA PAZ!

www.unipaz.pro.br

www.festivalmundialdapaz.org.br

bicicletada curitiba, cicloativismo, música

Música para sair da bolha 2009

3384169400_6565d91ea8_o

Nesta sexta-feira, 27 de março, reiniciam as atividades do projeto MÚSICA PARA SAIR DA BOLHA – uma série de performances musicais acontecendo na rua, na hora mais tensa do trânsito, quando os motoristas estão aglomerados em congestionamentos, stressados, nervosos e impacientes com a lentidão provocada por eles próprios.
A proposta, que aconteceu inicialmente no ano passado durante a segunda edição do ARTE BICICLETA MOBILIDADE (www.artebicicletamobilidade.wordpress.com), é uma iniciativa do coletivo artístico Interlux, e pretende jogar um questionamento sobre o paradigma urbano centrado na mobilidade motorizada e suas mazelas sociais que se tornam cada vez mais explícitas. O carro é uma ilusão. A sensação de segurança e rapidez escondem as armadilhas do sedentarismo, nervosismo crescente, endividamentos perenes, sem falar nos terríveis danos ecológicos de sua produção e manutenção.
As autoridades de Curitiba, por sua vez, tratam a questão de forma leviana, omissa. A falta de estruturas para transitar com segurança de bicicleta pela cidade vem sendo apontada há muito tempo e todos os orgãos municipais estão agindo com deliberada negligência. A inserção da bicicleta no cotidiano dos cidadãos, através da criação de ciclofaixas, paraciclos e do fomento de uma cultura de respeito a bicicleta, deveria ser estimulada e apoiada. O que vemos, no entanto, é a indiferença. Mais do que isto, a prefeitura ainda multa aqueles que estão propondo alternativas inteligentes, criativas e não-poluentes. http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/vidaecidadania/conteudo.phtml?id=836083

MÚSICA PARA SAIR DA BOLHA é a celebração da rua como espaço de convivência, de troca, de vida. É a crítica do trânsito feroz que destrói toda sociabilidade, cria espaços de isolamento e é causa direta de inúmeras mortes e atropelamentos. Toda última sexta-feira do mês, no cruzamento das ruas Augusto Stresser e Barão de Guaraúna, a partir das 18hs, a música estará fluindo, de graça, sem espetáculos, sem fumaça, sem cara-feia.

É só aparecer!


Postado originalmente no blog Bicicletada Curitiba.