bicicleta, desrespeito no trânsito, mobilidade urbana, trânsito, vídeos

Ciclistas se Arriscam em SP – Fantástico 19/06/2011

Reportagem exibida no Fantástico, provavelmente devido à morte por atropelamento do empresário e ciclista Antonio Bertolucci, presidente do Conselho de Administração do Grupo Lorenzetti, que usava a bicicleta como meio de transporte.

Naum é fácil querer ser ecologicamente correto, cooperar com o trânsito ajudando assim a diminuir o congestionamento e a poluição causada pelos carros usando a bicicleta como meio de transporte, se vivemos em um trânsito selvagem e sem respeito aos ciclistas e pedestres.

Infelizmente ainda vivemos num país de terceiro mundo, onde a maioria da população não possui consciência nem educação no trânsito.

É preciso mudar urgente este cenário, através de mais educação, mais investimentos em infraestrutura, mais incentivos do governo e mais conscientização.

PAZ NO TRÂNSITO.

Vejam a reportagem a seguir:

bicicleta, desrespeito no trânsito, trânsito

CUIDADO, LIGEIRINHO!!

Quero deixar aqui meu repúdio à certas atitudes de alguns motoristas de ônibus, principalmente os de ligeirinhos. Lamentavelmente no dia 06/10/2008 às 17:08hs, ao voltar do trabalho tranquilamente de bicicleta, fui vítima de um quase atropelamento, seguido de agressão verbal e uma tentativa de agressão física com o veículo de placa AOE4070, ônibus número 18L43 da empresa S. Antonio, linha Colombo/CIC.

Placa do ônibus dirigido pelo motorista psicopata.
Motorista psicopata à solta!!

Eu estava na rua do Shopping Muller, a rua paralela a  Avenida Cândido de Abreu, andando tranquilamente pela direita na mão dos carros, ao passar pelos motoristas dos caminhões de mudança que ficam ali estacionados, ouço alguns deles gritarem “cuidado o ônibus atrás”, ao olhar para trás, vi um ônibus vindo a toda velocidade, na dúvida e com medo que me atropelasse resolvi jogar a bike ainda mais pro canto, nisso ele passou raspando sem ao menos diminuir a velocidade, parando logo adiante no sinal vermelho. Passei por ele e bati no vidro da porta fazendo gesto de indignação com a mão esquerda e continuei andando, parando um pouco mais adiante. Nisso o motorista do ônibus abriu a porta e me chamou, fui até ele e falei que ele quase havia me derrubado, ele retrucou já gritando “dava pra passar um caminhão”, eu falei “ce ta louco cara, quer me atropelar seu irresponsavel”, ele me xingou e tudo o mais, e ficamos ali naquela troca de elogios, o sujeito já visivelmente alterado resolve virar o volante, acelerar um pouco e vir pra cima de mim, fiquei apavorado e começei a me arrastar com a bike para a  calçada, enquanto isso, os pedestres que estavam passando por ali e vendo aquela cena,  perplexos começaram a comentar “nossa esse motorista ta louco”, “olha quer matar o rapaz”. Ao alcançar a calçada são e salvo, anotei a placa do ônibus. Ae ele foi embora, e eu fui atrás, no próximo ponto que ele parou, eu ainda tremendo um pouco de nervoso, tirei o celular do bolso e consegui tirar uma foto. Ele partiu, e eu continuei indo atrás, com cautela. Mais adiante no próximo sinal fechado, passei ao lado dele por entre os carros e lhe disse que o lugar dele era na cadeia, ele me xingou de babaca e foi embora.

Foi uma situação estressante, é lamentável ver a que ponto chega a barbárie no trânsito. As empresas de ônibus deveriam dar um treinamento melhor a esses “profissionais”, juntamente com um acompanhamento psicológico, é inadmissível os abusos e as infrações cometidas por alguns desses motoristas.

É preciso mudanças urgentes para acabar com esse tipo de violência no trânsito, chega de impunidade e atrocidades.

Mais paz e respeito.

A rua é de todos!!

Uncategorized

Gazeta do Povo, distorcendo o assunto…

Nosso colega amigo da bicicleta, Antonio Ramos Neto, depois de ver várias pessoas reclamando dos congestionamentos e afins, enviou uma mensagem para o jornal a Gazeta do Povo, falando sobre quem causa os congestionamentos são os mesmos que reclamam. Até aí beleza, como diz ele, publicaram o texto no dia e tudo mais, porém, fizeram “sem querer querendo”, uma “pequena alteração”, distorcendo totalmente a mensagem… x, veja a seguir:

A mensagem original enviada:
“Os motoristas esquecem que o causador dos congestionamentos, que eles tanto reclamam, são eles mesmos! Não adianta reclamar se os próprios causadores não colaboram deixando o carro em casa de vez em quando, utilizando o transporte público, andando a pé ou de bicicleta em menores distâncias. Ajustes técnicos como guardas de trânsito em “horário de pico” ou construção de binários e afins não ajudam de nada, não passam de ação tapa buraco! Educação e consciência coletiva é o que falta no trânsito.”

Já, conforme http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/opiniao/conteudo.phtml?tl=1&id=795656&tit=Congestionamentos, escreveram o seguinte:
“Os motoristas esquecem que o causador dos congestionamentos que tanto reclamam são eles mesmos. Não adianta reclamar se os próprios causadores não colaboram. Deixar o carro em casa de vez em quando; utilizar o transporte público às vezes; andar a pé ou de bicicleta em menores distâncias… não resolve muito. Ajustes técnicos como guardas de trânsito em “horário de pico” ou construção de binários e afins não ajudam em nada, não passam de ação tapa-buraco. Educação e consciência coletiva é o que falta no trânsito.”

… por isso, não confie totalmente nas informações das grandes mídias… afinal, elas manipulam à sua maneira… ou como melhor lhe convêem…